Blog

O que são Hackathons e como eles podem ajudar na transformação digital?
Empresas, Inovação, Startup

O que são Hackathons e como eles podem ajudar na transformação digital?

Quando alguém está por trás de uma empresa a muito tempo, mas a concorrência, a tecnologia e as mudanças radicais na forma como os consumidores atuam colocam essa empresa em uma posição desconfortável, geralmente a solução é apenas uma: se adaptar. A empresa pode ter especialistas – mas em campos que estão sendo erradicados rapidamente por tecnologias e digitalização, o treinamento ou substituição de funcionários e equipamentos custaria uma fortuna. O que fazer nesse caso?

Essa foi a questão enfrentada por uma empresa portuguesa chamada Sonae, que possui um grande portfólio de negócios. Qual foi a sua solução? Levar todos os seus departamentos, incluindo Recursos Humanos, para um hackathon de transformação digital, no final do qual eles conseguiram apresentar mais de uma dúzia de aplicativos da web e móveis. E muitos dos participantes não tinham experiência prévia com programação. Este é apenas um pequeno exemplo de como um hackathon pode ajudar até mesmo uma empresa antiga a entrar na era digital.

O que é um hackathon?

Um hackathon é um evento, geralmente organizado por uma empresa de tecnologia, onde programadores se reúnem por um curto período de tempo para colaborar em um projeto. Os participantes trabalham rapidamente e muitas vezes trabalham sem dormir para completar a sua tarefa, já que os eventos geralmente apenas duram 24 horas ou ocorrem durante um fim de semana.

Hackathons normalmente são eventos de competição onde um projeto deve ser concluído em um curto período de tempo, de acordo com Levent Gurses, fundador da Movel, uma empresa de design e desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. Ele explica que os participantes criam protótipos de aplicativos de software, como apps para web ou móveis. Gurses já participou de dezenas de hackathons e chegou até a ganhar alguns.

O que as pessoas fazem em um hackathon?

Os participantes de um hackathon trabalham com pessoas de mentalidade semelhante utilizando novas tecnologias e estudando toneladas de código de diferentes fontes para alcançar um objetivo, de acordo com Sean Hsieh, co-fundador e diretor de produto da Flowroute.

E não só programadores podem ter a satisfação de criar um produto útil durante um hackathon, mas uma vez que o tempo acaba, todos os participantes se juntam para apresentar as suas criações a um painel de juízes, diz Luke Harris-Gallahue, um comerciante de crescimento da Hurdlr. Os juízes votam e determinam os vencedores através dessas apresentações, diz Harris-Gallahue. Muitas vezes grandes empresas como a Google, a Apple, a Microsoft ou a Bloomberg, patrocinam eventos desse tipo e dão alguns bons prêmios.

Por falar em prêmios, é hora de falar sobre a melhor parte dos hackathons: os benefícios.

Benefícios dos hackathons para empresas que querem inovar

Os hackathons são uma ferramenta valiosa para empresas que procuram inovar (Sabe o botão de Curtir no Facebook? Sim, ele foi produto de um hackathon). O ambiente condensado de diferentes pessoas e departamentos dá aos participantes liberdade para usar seus pensamentos e habilidades e um terreno fértil para não apenas elaborar ideias ou produtos inovadores, mas para convertê-los em realidade. Além de “quebrar as paredes” colocando departamentos como design, produto, marketing e engenharia trabalhando juntos para colocar em prática uma ideia realizável até o final do hackathon. O local e o limite de tempo permitem que os participantes fiquem menos travados criativamente, por assim dizer, e o envolvimento imediato entre eles pode produzir feedback efetivo que pode ser utilizado imediatamente.

Em algumas áreas, um hackathon também pode ser considerado simplesmente uma sessão de brainstorming. E cada vez mais empresas de alta tecnologia e seguros para bancos acham efetivo, particularmente quando se trata de transformação digital. No entanto, os hackathons não são simplesmente um foco para promover idéias inovadoras, mas também uma maneira de trazer diferentes departamentos para o trabalho colaborativo com perspectivas diferentes e frescas, trazendo suas próprias idéias para o mix para ajudar a encontrar soluções de maneiras que não seriam possíveis durante o período regular de reuniões do pessoal ou a rotina diária regular.

Para se certificar de que o hackathon seja produtivo e não seja lembrado como um evento “único”, os CINOs, líderes de inovação e gerentes podem seguir alguns passos:

  • O primeiro é determinar se o seu hackathon será estritamente interno, limitado aos funcionários da empresa ou a um departamento específico; externo, convidando equipes de especialistas de fora da empresa para participar e compartilhar sua experiência, ou uma mistura de ambos.
  • Aproveitando vários meios técnicos, como o envio de e-mails, você pode então iniciar a primeira fase do evento, apresentando funcionários ao assunto do hackathon, o que está sendo planejado para o evento e como eles podem começar antecipadamente.
  • Faça cada parte do evento interessante, divertida e desafiadora, de modo que o número de participantes não caia com o passar do tempo.
  • Uma vez que o hackathon estiver completo, colete todos os dados disponíveis que foram reunidos e/ou criados por todas as equipes. Peça aos participantes comentários sobre como a experiência foi para eles e de que forma o hackathon os ajudou a se adaptarem às novas tecnologias ou à transformação digital.
  • Conte com o apoio dos CEOs e outros detentores de cargos seniores para anunciar resultados e vencedores.
  • Uma das formas mais eficazes de manter um hackathon, bem como encorajar os participantes a criar boas ideias é trazer um patrocinador ou participante externo, alguém com reconhecimento de nomes que pode assumir o controle, encorajar e liderar os participantes para a conclusão do evento hackathon.
  • Recompense os participantes, especialmente aqueles cujas ideias “ganharam” o hackathon, por assim dizer.