Blog

O que é Time to Market como ele pode ser melhorado na sua empresa?
Inovação

O que é Time to Market como ele pode ser melhorado na sua empresa?

Criado em Londres, o termo Time to Market representa o período de tempo entre o início da criação de um novo produto e os recursos usados nela, e o momento em que o produto fica pronto e é lançado para os consumidores. Ele é usado para calcular o melhor momento para o produto atingir o mercado. Realizar a previsão de um time to market parece algo impossível, pois no desenvolvimento de um novo produto há muitas etapas complexas nas quais as coisas podem acabar dando errado.

No ambiente de desenvolvimento de produtos de hoje, tanto os produtos quanto as tecnologias são baseados em mudanças rápidas, assim como no número de concorrentes que compartilham o mercado. Isso significa que a realização do time to market e a busca por maneiras de otimizar um produto são componentes críticos que afetam diretamente os lucros. Por exemplo, se o lançamento do seu produto for atrasado em 6 meses, são 6 meses para o seu concorrente pegar participação no mercado e menos receita geral para você prosseguir quando o seu produto finalmente entrar no mercado. Quanto melhor for o controle sobre seus processos de desenvolvimento de produto, melhor você poderá controlar e prever seu time to market e obter novas tecnologias enquanto ainda for cedo.

O controle de revisão durante o desenvolvimento do produto melhora o time to market

Durante a fase de projeto, os engenheiros mecânicos, elétricos e de software compartilham constantemente informações sobre o produto, mas se não houver um processo controlado por trás disso, as coisas podem acabar se embaralhando. Se um engenheiro mecânico faz uma grande mudança no design e não salva a nova revisão na unidade compartilhada, o engenheiro elétrico pode projetar o seu conjunto de placa de circuito impresso (PCBA) para se encaixar em um layout de gabinete mecânico obsoleto.

Se a equipe tem costume de usar o e-mail para distribuir novas revisões, os destinatários podem facilmente perder esses e-mails em meio a bagunça da sua caixa de entrada ou na caixa de spam. De qualquer forma, se for criado um projeto para a revisão errada, foram desperdiçadas horas ou até dias de trabalho e o prazo para a conclusão do projeto pode acabar sendo ultrapassado. Problemas como este podem parecer pequenos, mas nunca há apenas uma coisa que dá errado, então, coletivamente, eles podem afetar o seu tempo para chegar ao mercado.

No momento em que estiver pronto para começar a prototipagem, você já começa a buscar fornecedores e a receber cotações. Enquanto está reunindo essas cotações de vendedores e fornecedores, seu produto ainda está mudando, então as revisões da semana passada podem não ser o pedido que você fará nessa semana.

Quando for fazer um pedido, se seu fornecedor estiver trabalhando com uma revisão errada porque o e-mail com o design da nova revisão foi perdido em um filtro de spam, você poderá ter gastos consideráveis. Se as peças que chegaram não se encaixam, encomendar novas peças significa perder muito tempo e dinheiro, principalmente se você tiver que pagar taxas de envio.

Ter um forte processo de controle de revisão ajuda a gerenciar o desenvolvimento do produto e reduz as possibilidades de erros que podem acabar causando atrasos e gastos desnecessários. Se todos seguirem o mesmo processo e os projetos forem mantidos em um único local de fácil acesso, todos podem obter a informação certa quando for preciso.

As mudanças controladas minimizam os riscos de problemas até que o seu produto seja levado para a fabricação.

Quando um produto é levado para a fabricação, há chances de ainda haver algumas mudanças acontecendo. No entanto, a fábrica precisa saber quais componentes são finais e quais ainda estão sendo trabalhados para que possa começar a encomendar as peças.

A fábrica também precisa tomar decisões sobre onde construir o produto. A fabricação final envolve a construção de um produto de qualidade com um processo estável e repetível. Se componentes e peças estiverem em fluxo, pode ser melhor manter o produto sob seu controle interno para facilitar o monitoramento. Por exemplo, se o firmware do seu produto for atualizado com frequência, pode ser uma opção lançar o produto com programação final e testes internos. Então, uma vez que o firmware estiver estabilizado, esse passo do processo de fabricação pode ser transferido para um fabricante de contrato.

Ter processos de mudanças controlados facilita o acesso e a comunicação das informações mais recentes sobre o produto, portanto, a fabricação terá informações mais confiáveis para tomar decisões. As cotações serão mais precisas, os prazos de entrega do fornecedor serão melhor gerenciados e as linhas do tempo serão corretamente projetadas. Além disso, quando há um histórico confiável de mudanças no produto, incluindo registros sobre quais informações foram compartilhadas com quem, torna-se muito mais fácil e menos demorado quando for necessário voltar e analisar um problema.

Melhore seu time to market com processos de desenvolvimento de produtos controlados

Quando o processo de desenvolvimento do produto segue os prazos, fica mais fácil vencer a concorrência no mercado e ter mais tempo para obter lucro. Isso requer processos de desenvolvimento de produtos controlados, incluindo controle de revisão de componentes, controle de mudanças em produtos e informações compartilhadas com antecedência e frequência. Quando o processo de desenvolvimento de produto for controlado, o tempo de mercado fica mais previsível e a equipe tem maior flexibilidade para lidar com os imprevistos que vierem a acontecer.