Blog

Google lança sistema de busca de empregos com Inteligência Artificial
Inteligência Artificial

Google lança sistema de busca de empregos com Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial é uma tecnologia que vem se desenvolvendo e se tornando cada vez mais útil no dia a dia das pessoas. Um grande exemplo disso é o mais novo lançamento do Google: uma plataforma que permite procurar empregos nos principais sites de vagas americanos como LinkedIn, Monster, WayUp, DirectEmployers, CareerBuilder e Facebook. O buscador também irá incluir anúncios de vagas que encontrar na página principal de empresas.

A ideia principal do aplicativo é ajudar quem está procurando emprego oferecendo uma forma de ver as vagas sem precisar ficar entrando em vários sites. Além de ser mais prático, isso irá evitar que a pessoa fique encontrando a mesma vaga várias vezes ou até mesmo trabalhos que não tenham relevância para ela.

Por enquanto o recurso está disponível apenas nas versões desktop e mobile do Google americano. Para pesquisar a pessoa deve digitar algo como “jobs near me,” ou “writing jobs”. Ao fazer isso resultados de vagas irão aparecer em destaque na busca junto com o direcionamento para o widget onde é possível procurar por mais anúncios de emprego.

No widget é possível especificar ainda mais a busca selecionando a opção de só mostrar vagas para trabalhos de período integral, por exemplo. Ao clicar em uma vaga do seu interesse, são exibidas mais informações sobre ela junto com avaliações da empresa em sites como o Glassdoor e Indeed.

Entre outras opções de filtro estão a de escolher vagas por indústria, local, data de postagem e empregador. Quando encontrar uma configuração que combina com o que está buscando, o usuário pode ligar as notificações para receber alertas quando um novo anúncio de vaga dentro desses requisitos for postado.

Para criar uma lista compreensiva, o Google teve que remover os anúncios duplicados que as empresas postam em vários sites diferentes. Depois, os seus algoritmos treinados pegam esses anúncios e os colocam em categorias. Geralmente os sites de anúncios de empregos já utilizam marcadores para ajudar os sites de busca a entender mais sobre a vaga postada.

Quando o usuário encontra uma vaga do seu interesse, o Google o direciona para o site para iniciar o processo de candidatura. No caso de vagas presentes em vários sites diferentes, ele dá preferência a que tem a descrição mais completa.

De acordo com representantes da empresa, o Google espera que isso funcione como um incentivo para os sites começarem a compartilhar todos os detalhes pertinentes sobre a vaga nos seus anúncios.

A empresa não tem a intenção de competir com sites como o Monster e CareerBuilder. Tanto que não há planos de permitir a postagem de vagas direto na busca.

“Nós queremos fazer o que sabemos fazer de melhor: buscas” disse Nick Zakrasek, gerente de produtos do Google. “Nós queremos que os participantes desse ecossistema sejam mais bem-sucedidos”.

Para Conal Thompson, diretor de tecnologia do Monster.com, o novo produto de buscas de empregos do Google está de acordo com a sua estratégia principal e permitirá que os candidatos encontrem empregos na internet e refinem os seus critérios de busca para as suas necessidades individuais. Haverá alguns desafios e ajustes a serem feitos nos sites de emprego, principalmente para aqueles que se baseiam em SEO.

Ainda não há previsão para a tecnologia ficar disponível no Brasil, mas este certamente é um exemplo de como a Inteligência Artificial pode ser utilizada para ajudar as pessoas em tarefas do cotidiano.

A Inteligência Artificial na contratação de pessoas

Essa não é a primeira vez que a inteligência artificial é utilizada para auxiliar em processos de contratação. Um exemplo disso é o software Interviewed que acelera o processo de seleção com simulações online que analisam o tipo de comportamento dos candidatos. Ele consegue fazer muito mais do que simples questões de múltipla escolha. O Interviewed captura, além de conhecimentos, qualidades das pessoas.

O software utiliza um processamento de linguagem natural e aprendizado de máquina para construir um perfil psicológico que pode prever se a pessoa irá se adequar à cultura da empresa. Para isso são analisadas palavras que o candidato usa e é medido o quanto ele consegue levar conversas e prestar atenção em detalhes. Pessoas que tem inclinação a usar expressões como “por favor” e “obrigado”, por exemplo, mostram empatia e disposição para trabalhar com clientes.

Apesar de ser mais utilizado por startups, muitas grandes empresas também estão implementando o uso deste tipo de software no seu processo de contratação.

Algoritmos de predição e aprendizado de máquina estão sendo utilizados para a criação de ferramentas totalmente efetivas na contratação de candidatos. As empresas estão começando a utilizar a Inteligência Artificial para avaliar qualidades das pessoas. A análise geralmente envolve vários fatores que vão desde a escolha de palavras e expressões corporais até os traços psicoemocionais e tom dos posts feitos nas redes sociais.

Esse tipo de software geralmente é utilizado nos estágios iniciais do processo, quando as empresas ainda estão analisando os currículos para escolher um grupo de candidatos para a entrevista. Nos estágios posteriores, a maioria dos empregadores ainda prefere a boa e velha avaliação cara a cara.

Atualmente temos várias startups oferecendo serviços voltados para processo seletivo de emprego. A Entelo, que fica em São Francisco, faz uma busca na internet e nas redes sociais para identificar candidatos que tem tendência a trocar de emprego.

Outra startup da Califórnia, a Talent Sonar, oferece algoritmos de aprendizado que criam descrições de vagas focadas em melhorar a diversidade de gêneros. Ele remove o nome, gênero e identificadores pessoais de todos os candidatos com o intuito de superar o preconceito que existe por parte de alguns gerentes de contratação.

A tendência é que a tecnologia esteja cada dia mais presente no dia a dia das pessoas oferecendo soluções para tarefas que antes demandavam muito tempo. O uso da inteligência artificial pode ajudar não só candidatos, mas também empresas que estão em busca de crescimento procurando por pessoas alinhadas a sua cultura.