Blog

Como a Blockchain pode ajudar as indústrias de recrutamento e de vendas sociais
Blockchain

Como a Blockchain pode ajudar as indústrias de recrutamento e de vendas sociais

Não há dúvida de que estamos no meio de uma revolução tecnológica. A grande maioria das pessoas provavelmente está familiarizada com todas as grandes tendências tecnológicas que estão acontecendo, mas segundo alguns estudiosos, a tecnologia que trará disrupção para o mercado pelos próximos 20 anos não será a big data, a internet das coisas, a computação na nuvem ou o aprendizado de máquina. A tecnologia que mais vem prometendo assumir a frente na inovação é a blockchain.

Atualmente existem uma alta prioridade em estabelecer a confiança, a identificação das partes e todas as informações sobre o processo de execução de uma transação. E o que é preciso para todas essas funções importantes do comércio eletrônico são basicamente intermediários. Esses intermediários podem assumir diferentes formas e a mais popular delas é, obviamente o banco. Mas, como resultado da revolução digital, também estamos vendo conglomerados de tecnologia atuar como árbitros em transações on-line.

De um modo geral, esses intermediários fazem um bom trabalho, mas têm certas limitações:

  • Muitos deles são muito centralizados. Qualquer coisa que seja centralizada por definição é vulnerável a hackers ou a falhas. Vemos muita gente se questionando atualmente: Se a Agência de Segurança Nacional dos EUA não consegue manter os seus sistemas seguros, como nós poderemos fazer isso?
  • Eles tributam o sistema. Quando você pensa sobre o valor, um grupo substancial de pessoas dentro da economia global está em uma grande desvantagem. Há bilhões de pessoas que não têm acesso a serviços financeiros de qualquer tipo.
  • As plataformas de recrutamento e venda social cobram taxas significativas para empresas que tentam encontrar compradores ou candidatos. Os profissionais não recebem nenhuma compensação por isso.

Mudando da internet de Informações para a Internet de Valor

Como resultado desta questão de estabelecer confiança e identidade online, os intermediários ainda captam a maior parte do valor do comércio. Então, e se houvesse uma forma de tecnologia que permitisse às pessoas gerir um livro de contas, basicamente, como uma planilha que todos pudessem ver e que não funcionasse em um único sistema, mas sim com todos os computadores em todo o mundo e fosse aberta para todos que quisessem consultar? E se essa tecnologia desse lugar à plataformas onde não apenas informações, mas, literalmente, qualquer coisa de valor poderia ser movida e armazenada de forma segura sem precisar contar com um intermediário? É aí que apresentamos a Blockchain.

O Protocolo de Confiança da Blockchain

Pela primeira vez na história, duas ou mais partes não precisam mais confiar umas nas outras para concluir uma transação ou fazer negócios online graças à blockchain. Existem diferentes tipos de blockchains, como as públicas usadas ​​para comprar Bitcoin ou Ethereum e as privadas que estão sendo desenvolvidas pelos bancos.

Tudo começa com um ledger distribuído que cada sistema que tem acesso e pode usar. As transações que estão acontecendo constantemente na rede são validadas por uma comunidade. Então todas essas transações na rede são salvas em um novo bloco e, em seguida, cada bloco, uma vez que é validado, deve se referir ao bloco anterior na blockchain. As blockchains são seguras por design e são um exemplo de um sistema de computação distribuída com a maior tolerância a falhas. Por conseguinte, o consenso descentralizado foi conseguido com uma blockchain.

A Descentralização e a Blockchain estão abrindo portas

A descentralização e a blockchain estão abrindo portas e capacitando profissionais, empresas e investidores de diversas maneiras.

Um exemplo é o Earn.com. Os profissionais podem usar este aplicativo para ganhar moeda digital respondendo a e-mails e completando tarefas. É um conceito único que permite que os profissionais sejam compensados ​​em troca dos seus dados.

Outro exemplo é o Profede, um protocolo que usa a blockchain para dar poder aos usuários profissionais. Este protocolo permite que empresas e profissionais criem uma conexão direta. Os profissionais controlam seus dados pessoais e depois são pagos cada vez que as empresas os utilizam para oferecer um emprego, uma proposta comercial ou uma oferta comercial.

O Indorse é uma rede profissional descentralizada. Você pode mostrar suas habilidades, ser validado por especialistas e ser recompensado. A empresa traz valor aos profissionais, tornando os dados valiosos. Ela também formou uma parceria em novembro passado com a Rede de Notícias Descentralizadas, uma plataforma de criação de notícias que está tentando estabelecer um “sistema de criação de conteúdo baseado em reputação”, outra questão que vem sendo bastante discutida nessa era digital.

Com os dados que valem tanto para as empresas, a blockchain poderia servir como um catalisador que não só protege nossas informações, mas as torna um recurso valioso no futuro do compartilhamento de dados e investimentos. Esta é uma tecnologia que estará cada vez mais inserida no mercado empresarial trazendo disrupção e influenciando cada vez mais as transações online e serviços baseados em dados.