Blog

Apresentando o método Lean Startup
Startup

Apresentando o método Lean Startup

O Lean Startup oferece uma abordagem científica ao processo de criação e gerenciamento de startups e formas de fazer com que um produto chegue rapidamente nas mãos dos consumidores. O método ensina formas de liderar uma startup – como conduzir, quando mudar de direção e quando persistir – e criar um negócio com crescimento acelerado. Ele oferece uma abordagem baseada em princípios para o desenvolvimento de novos produtos.

Muitas startups começam com uma ideia para um produto que os seus criadores acreditam que as pessoas querem. Eles passam meses e até mesmo anos aperfeiçoando o produto sem mostrar para ninguém. Os potenciais consumidores não têm a oportunidade de ter ao menos uma prévia do que está sendo desenvolvido.

Quando não conseguem a aceitação do público, geralmente é porque eles nunca falaram com os potenciais consumidores para saber se o produto era interessante ou não.

A inexistência de um processo de gerenciamento adequado já levou muitas startups e pequenas empresas a abandonar todo o processo. Muitas delas seguem o lema “apenas faça” e acabam não considerando nenhuma forma de gerenciamento. Mas esta não é a única opção.

Ao utilizar um método como o Lean Startup, as empresas conseguem criar uma forma menos confusa de obter ferramentas para testar uma visão de forma constante. O método não ensina apenas como gastar menos dinheiro ou “falhar de forma rápida e barata”. Ele ajuda as empresas a utilizarem um processo, uma metodologia que auxilia no desenvolvimento do produto reduzindo as chances de dar errado.

A importância de trabalhar de forma inteligente

A metodologia Lean Startup trabalha com a premissa de que toda startup é um grande experimento que tenta trazer a resposta para uma questão. Mas essa questão não é algo como “Será que este produto pode ser criado?”. Geralmente essas questões são mais próximas de “Este produto deveria ser criado?” e “Será que podemos criar um negócio sustentável com este tipo de produtos e serviços?”. O experimento envolve mais do que questões sobre teorias, já que é a criação de um primeiro produto.

Se o produto for bem-sucedido, ele permite que a startup comece com a campanha: encontrar os primeiros usuários, adicionar funcionários para cada experimento ou iteração mais profunda do produto, e eventualmente o início da fabricação do produto. Quando o produto fica pronto para ser distribuído para o público geral, ele já terá alguns clientes estabelecidos. Ele já terá resolvido problemas reais e oferecido especificações sobre o que será preciso ser feito.

Um dos principais componentes da metodologia Lean Startup é o loop de feedback: Construir – Medir – Aprender. O primeiro passo é identificar o problema que precisa ser resolvido e depois desenvolver um produto minimamente viável (MVP) para começar o processo de aprender o quanto antes.

Quando o MVP estiver estabelecido, a startup deve começar a trabalhar nos ajustes e melhorias. Esse momento irá envolver medidas e aprendizados e poderão incluir métricas acionáveis para demonstrar questões de causa e efeito.

A startup também utiliza um método investigativo chamado “Os cinco porquês” (5-Why) fazendo perguntas simples para estudar e resolver os problemas que poderão surgir pelo caminho. Quando o os processos de medir e aprender são realizados de forma correta, a empresa já consegue identificar se está seguindo o modelo de negócio corretamente ou não.

Se isso não estiver acontecendo, é hora de mudar de direção ou fazer uma correção estrutural no caminho que está sendo seguido para testar uma nova hipótese fundamental sobre o produto, estratégia e engine de crescimento.

O progresso na hora da fabricação pode ser medido pela produção de bens de alta qualidade. A unidade de progresso da Lean Startup é uma aprendizagem validada – um método rigoroso para demonstrar o progresso quando se está em estado de incerteza extrema.

Quando empreendedores aderem à aprendizagem validada, o processo de desenvolvimento acaba diminuindo de forma substancial. Quando você se concentra em descobrir a coisa certa a fazer – o que os clientes querem e estão dispostos a pagar – você não precisa passar meses esperando por um lançamento beta do produto para mudar a direção da empresa. Ao invés disso, os empreendedores podem adaptar os seus planos de forma incremental.

Os princípios da Lean Startup

Veja os princípios da Lean Startup de forma resumida.

1 – Os empreendedores estão em todo lugar

Você não precisa trabalhar em uma garagem para ser uma startup. O conceito de empreendimento inclui todos que trabalham dentro da seguinte definição: uma instituição humana feita para criar novos produtos e serviços sob condições de total incerteza. Isso significa que empreendores estão em todo lugar e a aproximação Lean Startup pode funcionar para empresas de todo tamanho. Até mesmo grandes empresas de qualquer setor ou indústria podem utilizar o método.

2 – Empreendedorismo é gerenciamento

A startup é uma instituição, não apenas um produto, e requer um novo tipo de gerenciamento focado no seu conceito de incerteza extrema.

3 – Aprendizagem Validada

As startups não existem só para fazer coisas, ganhar dinheiro ou servir os consumidores. Elas existem para aprender como criar e manter um negócio sustentável. Esse aprendizado pode ser validado cientificamente ao fazer experimentos frequentes que permitem que cada empreendedor teste os elementos da sua visão.

4 – Construir – Medir – Aprender

Entre as atividades  fundamentais de uma startup estão transformar ideias em produtos, analisar a resposta dos consumidores e perceber se será necessário mudar de direção ou persisitir. Todos os processos bem sucedidos de uma startup devem ser orientados a acelerar o loop do feedback.

5 –  Contabilidade de inovação

Para melhorar os resultados da empresa e manter a responsabilidade dos inovadores, é preciso focar em coisas como: formas de medir o progresso, como definir metas e como definir a prioridade dos trabalhos. Isso requer um novo tipo de contabilidade projetado para startups – e para as pessoas que a gerenciam.

Com o método Lean Startup empresas de qualquer tamanho podem desenvolver novos produtos e mercados de forma rápida, com foco no feedback dos clientes. Para saber mais sobre o assunto, recomendamos a leitura do livro A Startup Enxuta de Eric Ries.